UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA​

COMO CENTRO DE RESULTADOS

Um modelo de alavancagem essencial para a eficiência do seu hospital

Por que a UTI:

Primeiro ou segundo setor com maior faturamento nos hospitais

Setor de alta complexidade: necessitando fortemente de boa assistência para bons desfechos

Setor com forte impacto na experiência do cliente

Altas margens de contribuição quando tem taxa de ocupação satisfatória

O que faz uma UTI de excelência

Baixa Taxa de
Mortalidade padronizada (SMR)

em relação ao benchmarking (UTIs Top Performers e UTIs ANAHP)

Tempo de permanência na unidade adequado ao perfil de complexidade

NPS Satisfatório

Bom scoring no Painel de Eficiência do sistema EPIMED tanto da taxa de mortalidade padronizada quanto da taxa de utilização de recursos

Nossa análise de benchmarking e oportunidades:

MELHORIA DE PROCESSOS ASSISTENCIAIS

Rounds diários com checklist

365

dias do ano

Passagem de plantão

100%

passagem de plantão estruturada

NPS acima de

70

Gestão de performance do corpo clínico

Aumento do engajamento médico
Scoring Médico
como forma de atingir as metas dos principais KPIs da unidade

Gestão de protocolos de alto impacto na TMP

Adesão aos protocolos de Sepse, Desmame da ventilação mecânica, Sedação e Analgesia e Delirium

100%

de adesão destes protocolos

Assertividade aos protocolos de alta complexidade maior que

90%

Projetos corporativos com foco em:

Melhoria de controles e práticas da UTI com foco nos principais KPI’s

Taxa de mortalidade padronizada (SMR)
Taxa de utilização de recursos (TURP)
Tempo de permanência na UTI

Governança de dados
voltada para a inteligência de negócio

Gorvernança Clínica
garantido efetividade da intervenção terapêutica nas principais patologias atendidas na unidade

Gestão de performance do corpo clínico Scoring Médico

Case Exímio

11 meses de projeto

TAXA DE MORTALIDADE PADRONIZADA

Reposicionamento em
29 pontos percentuais
no ranking EPIMED 

aproximadamente 1300 UTI utilizadas como benchmarking

Taxa de Utilização de Recursos

Reposicionamento em
34 pontos percentuais

no ranking EPIMED 

TICKET MÉDIO E RECEITA DA UTI

Aumento de 19,5% de
Ticket Médio da UTI

resultando em mais de R$ 10,35 milhões de incremento de receita 

UTI-Receita

CRESCIMENTO DO NPS

22 pontos em 11 meses de projeto